29 de set de 2018

Após incêndio em Ceará Mirim, bombeiros alertam para riscos nesta época do ano



Um incêndio atingiu a vegetação da Zona da Mata de Ceará Mirim no dias atrás. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu controlar o fogo. Não há registros de vítimas, mas o incêndio chama a atenção pela incidência nesta época do ano, quando o tempo é mais seco. Até julho deste ano, 113 casos de incêndio foram registrados no Rio Grande do Norte. Entre janeiro e dezembro de 2017, foram registrados  518 casos, com a maior parte no segundo semestre.


"A tendência é aumentar a incidência. Devido à falta de chuva, a vegetação está bastante seca, ficando assim vulnerável à propagação do fogo", afirma o major João Eduardo. Para evitar acidentes, o Bombeiros alerta para evitar jogar restos de cigarros em áreas de vegetação, não colocar lixo e não queimar lixo, porque as faíscas podem se propagar.

Em casos de incêndio, o Corpo de Bombeiros Militar do RN deve ser acionado por meio do número 193. Algumas dicas do major BM João Eduardo para as ocorrências são:

sair da residência;
não entrar na vegetação em chamas;
criar um espaço entre o local que queimou e o que ainda não foi atingido, se houver segurança.




Fonte: Tribuna do Norte

Operação Cabresto: MPRN investiga compra de votos em Ceará-Mirim


Ministério Público Eleitoral deflagrou na manhã da última sexta-feira (28) a Operação Cabresto em Ceará-Mirim, cidade da Grande Natal. O objetivo é apurar corrupção eleitoral.
Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em locais onde supostamente estaria havendo suporte a ações de compra de votos. A ação teve apoio da Polícia Militar e o processo segue em segredo de Justiça. Participam da operação Cabresto três promotores de Justiça e 20 policiais militares, além de servidores do MP. O juiz da 6ª Zona Eleitoral vai começar a ouvir os acusados na próxima segunda-feira, dia 01, para dar continuidade as investigações.
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) reforça que está atento e atuante em todo o Estado para combater a corrupção neste período de campanha para garantir que haja eleições limpas. Qualquer cidadão pode denunciar suspeita de fraude eleitoral através do Disque Denúncia 127 do Ministério. A identidade será preservada.

Pardal

O cidadão também pode fazer a denúncia de infração durante as campanhas eleitorais pelo aplicativo Pardal, desenvolvido pela Justiça Eleitoral para uso gratuito em smartphones e tablets – disponíveis na Apple Store e Google Play. A ferramenta possibilita que os eleitores atuem como fiscais da eleição e importantes atores no combate à corrupção eleitoral.
Pardal pode ser utilizado para noticiar diversos tipos de infrações eleitorais, como as relativas à propaganda eleitoral, compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais e doações e gastos eleitorais. Além do aplicativo móvel, o Pardal tem uma interface web, que será disponibilizada nos sites dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) para envio e acompanhamento das notícias de irregularidades.
Nas denúncias feitas por meio do Pardal, deverão constar, obrigatoriamente, o nome e o CPF do cidadão que as encaminhou, além de elementos que indiquem a existência do fato, como vídeos, fotos ou áudios. A autoridade responsável por apurar a notícia de infração poderá manter em sigilo as informações do denunciante, a fim de garantir sua segurança



#PortalN10

28 de set de 2018

Alunos do IFRN de Ceará-Mirim se destacam em Feira de Tecnologia em Pernambuco


Duas equipes do Campus Ceará–Mirim, coordenadas pelo professor Miguel Pereira Neto, ambas do Curso Técnico Integrado em Programação de Jogos Digitais participaram da XIV FENECIT (Feira Nordestina de Ciências e Tecnologia), que aconteceu em Recife (PE) de 18 a 22 de setembro, ficando respectivamente, em segundo lugar na área de Ciências Sociais Aplicadas e em terceiro lugar na área de Ciências da Saúde, se credenciando assim, para eventos Internacionais.

O primeiro grupo, sob orientação dos professores Idelmárcia Dantas de Oliveira e Tiago Fernando Barbosa de Sousa, os alunos Alexsandro Alves dos Santos e João Pedro Oliveira da Silva concorreram com o EARN: Gamificação de alunos para alunos, um jogo digital para estimular o interesse pelo empreendedorismo entre alunos de escolas públicas e vão levar esse projeto para a Milset Expo-Sciences Asia, que vai ocorrer de 18 a 23 de outubro, em Daejeon, na Coréia do Sul.

O segundo grupo, orientado pela professora Videanny Videnov Alves dos Santos, os alunos Emanuelli Carine de Freitas Felix e Matheus Ricardo de Araújo Teixeira apresentaram o FLARC: Ferramenta Lúdica de Auxílio à Reabilitação Cognitiva, direcionada a idosos acometidos pelo acidente vascular encefálico (AVE), da Feira CIENCAP, que será realizado em outubro de 2019, em Assunção, no Paraguai.


#IFRN

27 de set de 2018

Suspeito armado é preso em bar após ameaças em Ceará-Mirim

A Polícia Militar na cidade de Ceará-Mirim prenderam na noite do último domingo (23) um homem que estava em um bar com um revolver intimidando a todos na comunidade de Capela. Após denuncia, os policiais chegaram ao local e efetuaram a prisão do suspeito, além de duas mulheres que estavam com ele e que tentaram evitar a prisão do mesmo. Um arma de fogo foi apreendida. Todos foram conduzidos a Delegacia de Plantão da Zona Norte para lavrar o flagrante.

26 de set de 2018

Após inauguração do presídio, 3ª Vara da Comarca de Ceará-Mirim passa por estruturação para atuar nos processos de Execução Penal da nova unidade prisional


Cadeia Pública de Ceará-Mirim, inaugurada em agosto de 2018



Com a inauguração da Cadeia Pública de Ceará-Mirim, no último dia 17 de agosto, a 3ª Vara da comarca de Ceará-Mirim está passando por uma estruturação para atuar nos processos de Execução Penal relativos aos presos da nova unidade, que tem capacidade para 603 presos. O juiz Henrique Baltazar foi designado pela Presidência do Tribunal de Justiça do RN para atuar na unidade até janeiro de 2019, com o objetivo de implantar as novas rotinas necessárias para atender a essa demanda.

Para o magistrado, o fato de se tratar de um novo presídio facilita esse trabalho, pois será possível evitar problemas antes que comecem. “Os servidores do Executivo na direção já são experientes e a ideia é utilizar minha expertise na execução penal”, afirma.

Entre os procedimentos que serão feitos pelo juiz Henrique Baltazar está a coordenação da transferência de presos para a nova cadeia, identificando os processos a que cada um responde. Além disso, será necessário verificar todos os processos de execução penal de quem for transferido para a Cadeia Pública de Ceará-Mirim, conferindo a alimentação de dados no Sistema Eletrônico de Execução Penal Unificada (SEEU).


#Nominuto.com